Sobre o curso
gallery/b5bf5c_457aa98daa034cbabc9b2a5bfffaa693~mv2

Ministrante Prof. Armand Angibaud 

 

Mestre em Psicopedagogia Perceptiva (Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal); Titulação de pós-graduação pela Universidade Moderna de Lisboa; graduado em Fisioterapia pelo Institut de Formation en Masso-Kinésithérapie-Saint-Michel em Paris (IFMK). Atualmente é presidente da Associação Brasileira de Fasciaterapia e Educação Perceptiva do Movimento, (ABFEPM). Formado e reconhecido como formador pelo Prof. Dr. Danis Bois

gallery/b5bf5c_54a24558a962440996e0f3563616f831~mv2_d_3264_2448_s_4_2

Danis Bois

 

Fisioterapeuta e osteopata, doutor em Ciências da Educação,  Diretor do Centro de Estudo e Pesquisa aplicada em Psicopedagogia Perceptiva (CERAP-UFP) na área da saúde. Fundador da Fasciaterapia-Pulsologia Método Danis Bois, da ginástica sensorial e da Somato-psicopedagogia, métodos ensinados na França,  Canadá,  Bélgia, Suiça, Portugal,  Espanha, Grécia, Alemanha, Inglaterra, Tunísia e Romênia.

gallery/armand2

Método

Criado na década de 80, na França, pelo fisioterapeuta e osteopata Prof. Dr. Danis Bois. O método da fasciaterapia Método Danis Bois (MDB) surgiu a partir da terapia manual e da Osteopatia, evoluindo via estudos de Psicopedagogia Perceptiva da Universidade Fernando Pessoa (Portugal), onde o Prof. Dr. Bois, professor catedrático, desenvolve ensino e pesquisa no quadro de mestrados e doutorados. Atráves deste feito acadêmico, o método proporciona ao profissional a aquisição e o desenvolvimento de conhecimentos ligados à técnica, assim como exercer a profissão de fasciaterapeuta e educador em Percepção do Movimento. 
A fasciaterapia ou osteopatia manual das fáscias, é um método que através do toque profundo global e suave, libera tensões e bloqueios musculares e articulares, levando a pessoa a um bem estar e a um relaxamento profundo. 
A ação ocorre através da percepção do movimento interno, princípio ativo na autorregulação orgânica, provocando também um relaxamento no psiquismo. Daqui, nasceu a Pedagogia Perceptiva que permite ao paciente se reapropriar do seu corpo, participando também, da sua própria cura, e da noção de percepção do corpo sensível.


OBS: O Curso da fasciaterapia Educação Perceptiva do Movimento conta com o suporte e registro do Laboratório de Pesquisa do Centre d'Étude et de Recherche Appliquée en Psychopédagogie Perceptive - CERAP: www.cerap.org

Indicação

Para quem a Fasciaterapia é indicada?

 

A Fasciaterapia é indicada a indivíduos de todas as idades no tratamento muscular, articular, nervoso e vascular, doenças funcionais podendo estar ligadas às disfunções neurológicas centrais ou periféricas, distúrbios respiratórios, tensões, estresse, mal-estar, casos pós-cirúrgicos e traumáticos. 
A Fasciaterapia como terapia manual alivia dores e sintomas corporais com mais frequência, mas além destes efeitos as diferentes ferramentas do método vêm apoiar a terapia manual global ou no contexto de vida cotidiana com efeitos sobre o estresse e ansiedade por exemplo.